terça-feira , 23 janeiro 2018

Cadela agredida com facão passa por cirurgia e está em recuperação

Cadela esfaqueada Atena
(Foto: Divulgação/Aprobem)

 

Atena, a cadela da raça boxer que foi brutalmente agredida na noite da última segunda-feira (8), no bairro Figueira, passou por uma cirurgia na quarta-feira e está em recuperação.

O animal recebeu vários golpes de facão na face, ficando com o focinho e a boca bastante desfigurados e a arcada dentária comprometida.

De acordo com o relato de vizinhos, tudo começou quando as filhas do agressor estavam brincando com a cadela do lado de fora de casa e uma delas se assustou quando o animal a jogou no chão, por ser grande e pesado.

Ao ouvir o grito da filha, o homem saiu de sua casa, aparentemente embriagado, e desferiu vários golpes de facão na cadela. Alguns moradores tentaram impedir e ao mesmo tempo linchar o homem, que  acabou fugindo.

“Esse é um dos casos de resgate mais graves que registramos em seis anos de atividade, é muito triste ver tamanha crueldade com um animal extremamente dócil”, disse a presidenta da Associação de Proteção e Bem Estar Animal (Aprobem), Silvana Soares.

A cadela foi socorrida pela equipe da Aprobem na manhã de terça-feira (9). Mesmo ferida e sentindo dor, a cadela se mostrou receptiva às protetoras, retribuindo com um abanar da cauda.

A Polícia Militar foi acionada, esteve no local e conversou com a esposa do agressor, que já havia fugido. O caso também está sendo apurado pela Polícia Ambiental e pelo Ministério Público.

O ato de crueldade pode levar o agressor a cumprir pena de até um ano de prisão, pagamento de multa e ainda arcar com todo o tratamento veterinário.

Atena é um animal classificado como cão de companhia, de grande porte, e deve ter no máximo um ano de idade, segundo avalia a veterinária que está cuidando da cadela, Patrícia Zanini Floridi.

Enquanto não é apurado se a boxer tem ou não um dono, outra preocupação da Aprobem, além da saúde da cadela, é com os custos do tratamento, que incluem cirurgias e cuidados veterinários.

Silvana Soares lembrou que a Aprobem está sempre no ‘vermelho’ devido aos gastos para manter os animais resgatados em boas condições para adoção. Por isso, doações são sempre bem-vindas.

Como colaborar

Doação única de qualquer valor -> www.aprobemgv.org/doe

Doação de R$ 5 todo mês -> www.aprobemgv.org/doe5

Doação de R$ 10 todo mês -> www.aprobemgv.org/doe10

Doação de R$ 35 todo mês -> www.aprobemgv.org/doe35

 

 

Sobre Mari Fialho

Verificar Também

cachorro-com-medo-de-fogos

Para proteger animais, ALMG pode proibir comércio de fogos de artifício barulhentos

De todas as datas festivas, o Ano Novo é uma das que mais soltamos fogos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *