Por que os cães perseguem suas caudas?

Por que os cães perseguem suas caudas? Quase todos nós já vimos essa cena: um cão girando em círculos tentando, em vão, pegar sua cauda.

É uma visão que geralmente nos faz rir das tentativas inúteis do nosso companheiro filhote.

Mas por que os cães fazem isso?

Isso é normal em cães filhotes?

Devo me preocupar se meu cão adulto agir assim?

Esse é um comportamento natural que pode ser apreciado em diferentes espécies de raças. Especialistas acreditam que perseguir a cauda é apenas uma forma de distração que jovens filhotes buscam para gastar energia quando estão entediados.

 

É comum o cão filhote perseguir sua cauda

Brincadeira

Filhotes de cães, muitas vezes, tomam a cauda como um brinquedo, por demorarem a compreender que ela é parte de seu corpo. Com a idade, esse passa-tempo acaba.

Um fato interessante é que se o dono interagir com a brincadeira do companheiro, rindo do seu esforço, às vezes bobo, de pegar a cauda, ele fará isso com mais frequência para atrair a atenção e ganhar até um momento de diversão por parte de seu proprietário.

Claro que se o cão for mais afoito e meter uma bocada em sua cauda, ele vai desistir de vez dessa perseguição que se tornou dolorosa.

Atenção

Cachorros mais velhos não têm essa tendência de correr atrás da cauda. Se isso está acontecendo com seu cão, de forma frequente, talvez seja melhor levá-lo a um veterinário. Ele pode estar se sentindo incomodado por pulgas ou vermes.

Outra possibilidade é ele estar sendo vítima de um transtorno comportamental provocado, por exemplo, por ansiedade de separação, por ficar muito tempo preso em um mesmo ambiente, alguma lesão e outros motivos. Às vezes esse sintoma vem acompanhado da queda do pelo na cauda.

Nada de mais

Às vezes, também, isso pode não significar nada. Quem poderá falar, com certeza, é o seu veterinário. E se isso tiver se tornado um problema, o veterinário poderá lhe orientar como lidar com seu cão em relação à perseguição da cauda.

Palavras-chave: cão perseguindo cauda

Já observou algum comportamento diferente em seu cão? Divida sua experiência com a gente nos comentários.

Gostou, Compartilhe!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *